Câncer de mama e Outubro Rosa. Mês internacional da conscientização

Como o próprio nome já diz, todos os anos no mês de outubro é realizado a conscientização para o diagnóstico precoce do câncer de mama. Em primeiro lugar, esse tipo de campanha tem como objetivo divulgar dados preventivos e destacar a importância da atenção com a saúde, além da luta por direitos como o atendimento médico e suporte emocional.

No mês de outubro, várias instituições falam sobre a conscientização para incentivar mulheres a realizarem seus exames. Como resultado, essas divulgações são importantes para a prevenção e diagnóstico precoce, pois, nos estágios iniciais, a doença é assintomática.

Sobre o câncer de mama

O câncer de mama é uma espécie de tumor maligno. Portanto, ele é formado pelo crescimento desordenado de células anormais, onde é desenvolvido um ou mais nódulos na mama. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, o câncer de mama é o que mais causa mortes e o mais comum entre as mulheres no Brasil.

Especialistas dizem não existir uma causa específica para essa doença, mas apontam alguns fatores de risco que podem levar ao desenvolvimento desse tipo de câncer. Veja quais são:

  • Ser mulher;
  • Mulheres acima dos 50 anos correm mais risco, mas não significa que as mais jovens não estejam suscetíveis;
  • Histórico familiar (parentes que já tiveram a doença);
  • Não ter filhos ou ter depois dos 30 anos;
  • Elevado consumo de álcool;
  • Excesso de peso (gordura na região abdominal);
  • Falta de exercícios físicos;
  • Ciclo menstrual: ou seja, mulheres que começaram a menstruar cedo (antes dos 12 anos) ou que entraram na menopausa após os 55 anos têm risco ligeiramente maior de ter câncer de mama;

A importância do diagnóstico e autoexame

Mulher de cabelos lisos com uma camiseta rosa apalpando os seios fazendo o exame contra o câncer de mama

O diagnóstico precoce ajuda para a detecção do câncer logo em seu estágio inicial. Para um diagnóstico precoce, acima de tudo, é importante a educação das mulheres na realização do autoexame. Da mesma forma, profissionais de saúde também devem estar atentos ao reconhecimento dos sintomas suspeitos de câncer de mama. Sintomas como nódulo mamário em mulheres com mais de 50 anos, retração da pele da mama, pele com aspecto de casca de laranja, aumento progressivo no tamanho da mama e sinais de edema, podem indicar câncer de mama.

Como fazer o autoexame

Em frente ao espelho

  • Em primeiro lugar, tire a blusa e o sutiã e fique em frente ao espelho com as mãos na cintura
  • Verifique o tamanho, o formato e o contorno das mamas
  • Observe se há alterações na pele da mama, na aréola ou no mamilo
  • Verifique se o sutiã deixa marcas em apenas uma das mamas, indicando inchaço
  • Deixe os braços soltos ao lado do corpo e observe as mamas novamente
  • Erga os braços e observe se há alterações.

Durante o banho

  • Com a coluna ereta, coloque a mão esquerda atrás da nuca, com o cotovelo apontado para cima
  • Deslize a mão direita pela mama esquerda, apalpando-a com a ponta dos dedos
  • Faça movimentos circulares com firmeza, mas sem causar desconforto ou dores, iniciando na axila e seguindo em direção ao mamilo
  • Durante a apalpação, verifique se há regiões mais densas ou caroços
  • Faça os mesmos movimentos circulares na região das axilas, observando se há algum nódulo palpável
  • Pressione delicadamente o mamilo para verificar se há saída de líquido de origem desconhecida
  • Troque a posição dos braços, colocando a mão direita na nuca e repita o passo a passo.

O que fazer se encontrar um sinal de câncer de mama?

Mulher vestida com um sutiã branco com o laço do outubro rosa no peito. Mês de prevenção contra o câncer de mama

Em primeiro lugar, se você percebeu alguma alteração nas mamas durante o autoexame, o primeiro passo é tentar manter a calma. Lembre-se de que a maior parte dos caroços é benigno.

Contudo, isso não quer dizer que esse sinal possa ser ignorado. Dessa forma, você deve procurar o ginecologista ou o mastologista (médico especialista em mamas), o mais rápido possível. Na consulta, o médico fará um novo exame físico e poderá solicitar uma mamografia para investigar a alteração.

Em conclusão, além de saber como fazer o autoexame de mama, é de suma importância a realização da mamografia a cada dois anos se você tem entre 50 a 69 anos. Portanto, a melhor forma de prevenção contra o câncer de mama é a adoção de um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada e atividade física, evitando o uso do álcool e o cigarro.

Previna-se!